Empregos e direitos a menos? Jamais!
241
post-template-default,single,single-post,postid-241,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Empregos e direitos a menos? Jamais!

O Poder Público e o setor patronal não perdem a oportunidade de testar a paciência da direção do sindicato ao sinalizarem mudanças que só os beneficiam, deixando o ônus nas costas dos trabalhadores.

A consulta pública da minuta do edital da Licitação do Transporte foi encerrada no último dia 5 de março, e um dos seus pontos mais preocupantes é a redução da frota em aproximadamente mil veículos, que reflete no emprego de cerca de 4 mil profissionais.

A Prefeitura tenta se justificar, mas não consegue. Os danos sociais na vida dos trabalhadores em transportes com a eventual redução nos postos de trabalho é preocupante. A infeliz e descabida posição do secretário Municipal de Mobilidade e Transporte, Sérgio Avelleda, afirmando que os cobradores serão “remanejados para outros setores” de um sistema que a Prefeitura quer enxugar, agrava a situação e nos coloca mais atentos do que nunca.

A direção do SINDMOTORISTAS tem mantido conversa permanente com o presidente da Câmara dos Vereadores, Milton Leite, que é o interlocutor entre as partes. De qualquer maneira, o Poder Público já foi informado da disposição dos trabalhadores de promoverem uma agenda de luta que prevê paralisações da categoria para garantir seus direitos e seus empregos.

NÃO VAMOS MEDIR ESFORÇOS PARA AVANÇARMOS NA VALORIZAÇÃO DOS SALÁRIOS DA CATEGORIA E CONQUISTARMOS MAIS DIREITOS.
Redução do que temos? Jamais!

 

No Comments

Post A Comment