Melhores condições nos pontos e terminais de ônibus - Valdevan Noventa - Blog do Noventa
168
post-template-default,single,single-post,postid-168,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Melhores condições nos pontos e terminais de ônibus – Valdevan Noventa

Melhores condições nos pontos e terminais de ônibus – Valdevan Noventa

O transporte público por ônibus na cidade de São Paulo não é construído apenas pela sua imensa frota.

Em sua estrutura funcional constam outros importantes equipamentos, como pontos e terminais, que se complementam num efetivo trabalho no deslocamento de passageiros e transição de motoristas e cobradores.

Considerando esta relevância, a direção do SINDMOTORISTAS cobra providências efetivas do poder público para implementar ações voltadas para a melhoria destes locais.

O retrato de hoje é desumano, horroroso, e de longe dignifica a importância da categoria dentro de transporte urbano.

São pontos sem banheiros, não há espaço para refeição e descanso. Os pouquíssimos que têm suas estruturas são vergonhosas. Na maioria esmagadora dos casos, os companheiros são obrigados a pedir a donos de estabelecimentos para fazer suas necessidades fisiológicas, beber um copo de água ou descansar até a próxima viagem.

As condições dos terminais são absurdas, onde motoristas e cobradores compartilham o mesmo espaço precarizado com passageiros.

Recentemente, a direção da entidade esteve com o secretário municipal de transportes, Sérgio Avelleda, e depois com o secretário de governo, Julio Semeghini, onde ambos receberam nossa pauta de reivindicações exigindo ações imediatas para sanar o que chamei de “estado de calamidade”.

Também denunciamos junto ao Ministério Público a situação identificada por companheiros no Terminal Santo Amaro. Resultado, a justiça considerou o grau de insalubridade e determinou que o poder público resolva o problema em até 15 dias, passível de multa por descumprimento.

A direção da entidade solicitou junto às empresas a liberação de 90 cipeiros de seus postos de trabalho para fazer um levantamento histórico dos problemas encontrados em todos os pontos de ônibus e terminais.

De posse das informações, uma vez mais, o poder público será cobrado e terá que atender nossas reivindicações, pois este descaso está comprometendo a saúde o bem-estar de trabalhadores e passageiros.

E fica aqui nosso recado: trabalhadores e passageiros merecem respeito. Sempre!

Valdevan Noventa – presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo (SINDMOTORISTAS)

No Comments

Post A Comment